MINHA MINA


Hoje é dia de um post muito especial aqui no blog. Postei esse texto no meu Insta (@yasmayfair), e como já teve um outro post dedicado a uma das minhas filhas antes (link aqui), achei que claro, esse também deveria ir ao ar. Foi postado dia 12 de outubro, agora já passou da meia-noite e é dia 13, mas como ainda não dormi, continua sendo 12 pra mim então é válido. Foi difícil enquanto eu escrevia pelo celular porque chorei muito e não queria me prolongar, são minhas palavras mais sinceras. Ei-las: 

Hoje fez sete meses sem você. Até então eu não conseguia postar foto nem nada, tamanha era a dor. Ela continuará, mas você merece as melhores palavras que eu conseguir escrever. Quem tem gato sabe que a ligação com eles é uma coisa única, quase espiritual, é impressionante. Eu não digo que você era a melhor gata que qualquer pessoa poderia ter, mas tenho convicção que você foi a melhor que eu poderia ter. Feitas uma pra outra, eu e você. Minha companheira de dormidas até tarde ou de ficar acordada de madrugada, de se empoleirar na minha escrivaninha enquanto eu desenhava e de leituras durante a tarde ou antes de dormir. De cochilos e ficar perto do computador enquanto eu estudava, de refeições com a tampinha do iogurte que você gostava tanto, de andar pelo quintal. De me consolar quando eu estava triste. 
E sem você tudo perdeu um pouco da graça e meu coração perdeu um pedaço, sempre vai existir essa pontada de saber que não te tenho mais comigo. Eu achava que íamos passar tão mais tempo juntas... E foram só 4 anos e meio. É tão pouco perto do que eu achei que seria, e ao mesmo tempo vivemos tanta coisa. 
A cada vez que você vinha na minha direção quando eu chamava ou não, quando miava na porta do meu quarto querendo entrar, quando eu saía do banho e você estava do lado de fora do banheiro me esperando, no mesmo instante eu era a pessoa mais feliz do mundo. Esses 4 anos foram alguns dos mais felizes da minha vida, porque você estava neles. E mesmo com tanta tristeza, dor e saudade, eu não posso deixar de agradecer à Divindade por ter me escolhido e através da minha vó, te colocado nas minhas mãos naquele 23 de dezembro, aquela bolinha de pelo maltratada e bravinha, que eu apertei e fiz carinho até se acalmar. E que eu amei e cuidei até virar uma das coisas que eu mais amei na vida, e por quem fui tão amada de volta. 
De onde você estiver, obrigada por tudo e me perdoa por cada minuto, cada segundo que eu desperdicei longe de você e tudo que eu poderia ter feito e não fiz. Meu amor vai ser como a minha saudade: infinito e pra sempre. Espero pelo dia em que estaremos juntas de novo. Minha amiga, minha companheira, minha filha, minha Mina. 

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Junny, não sei se eu que não me atentei ou se não fiquei sabendo mesmo que a Mina se foi, mas eu sinto muito por você. Sei como é perder um animalzinho e sei que eles são mais amigos e companheiros que muita gente, e que a gente sofre bastante. Acredito que a Mina deve estar bem cuidadinha onde está agora e que está sempre por perto no seu coração e suas lembranças. Espero que você possa sentir essa saudade como uma coisa boa, que te traga um sorriso bobo, em vez de uma dor de perda, ok? :3
    Um beijo e força!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah não tem problema, eu é que não conseguia falar disso publicamente. Obrigada pelas palavras Shanaw ♥

      Excluir
  2. Sua história com a Mina sempre mexe muito comigo, hoje mais ainda, que tenho meu Tito e minha Lily, meus filhotinhos grudentos, companheiros e carinhosos. Tito já tem 2 anos, Lily 1, mas para mim sempre serão meus filhotes, pequenininhos do jeito que chegaram a minha vida. Meus sentimentos, mais uma vez, pela sua querida.
    Cada gatinho é único e especial. Cada bichinho. Cada ser.
    E discordo do seu "quase" espiritual. Como todas as pessoas, a ligação que eles têm conosco é especial e eterna. Tenho certeza que ela sente seu amor até hoje. O corpo perece, a vida acaba. Mas o amor... o amor é para sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pra nós eles sempre serão eternos filhotinhos né? Podemos não ser mães de humanos mas a visão materna de que sempre serão nossos pequenos é a mesma hehe. Obrigada pelas palavras, realmente o mais importante é o amor que é pra sempre ♥

      Excluir
  3. Oi Yasmin!
    Como eu estava dizendo (hihi) achei seu texto muito lindo e me emocionei :')
    Sei que não é fácil perder um bichinho que amamos, mas espero poder te alegrar um tiquinho com essa minha história boba.
    Eu era uma pessoa que detestava gatos, talvez pelo fato de que na infância eu me apeguei a uns gatinhos que nasceram na casa da minha tia-avó e ficava brincando de colocar eles na minha cabeça. Pouco tempo depois surgiu uma ferida terrível e fiquei careca, fato que os dermatologistas atribuíram a uma alergia a gatos, na mesma época fiquei super mal da asma. Felizmente meu cabelo voltou a crescer, recentemente eu estava careca pq quis mesmo kkkk.
    Por conta disso, cresci e me tornei uma "cat hater". Meu irmão e eu tivemos um cachorro que infelizmente morreu atropelado por uma pessoa irresponsável e sem coração. Depois de muitos anos sem querer ter mais nenhum bicho de estimação e já morando com meu namorado, comecei a ouvir uns programas da Cristina Cairo e percebi que era idiotice odiar gatos.
    Na casa que meu pai comprou tinha uma gatinha que sempre aparecia lá meio chorosa e arisca, acho que o antigo dono da casa foi embora e deixou ela pra trás. Essa gatinha teve 4 filhotes no ano passado, meu irmão, meu namorado e eu estávamos cuidando dela e dos gatinhos. Pegamos um
    deles pra criar, mas ele fugiu daqui de volta pra casa do meu pai (somos vizinhos).
    Mas a mãe deles resolveu nos adotar como donos e agora está sempre aqui em casa fazendo companhia pra mim e meu namorado, buscando nosso carinho e sendo super dengosa. A gente chama ela de Francesca, antes chamávamos de Nina mas ela nem dava bola. Mas por Francesca ela responde rapidinho, louco né?
    Confesso que ainda não sei bem como cuidar de um gato, faço o melhor que posso e sempre pesquiso no google, mas sei que já amo ela e ela retribui. Desculpa o comentário gigante, tentei lembrar o que tinha escrito antes, espero não ter esquecido nada hahaha. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Existe animal mais Fantástico de que um GATO?

    ResponderExcluir

© KURONEKO - 2015 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | CRIADO POR YASMIN BERARDINELLI