The List of the Beast #1: Bandas/cantores de jmusic


Edit: gente, o Blogger endoidou de vez. Sem mais nem menos, não sei o motivo mas ele não está deixando os comentários postados visíveis. Podem continuar comentando pois na versão mobile eles aparecem, no e-mail e na aba de comentários do painel do Blogger também. Estou trabalhando pra resolver isso o mais rápido possível. :)

Olá leitores olímpicos! Finalmente voltando a postar, pois cheguei morta de São Paulo (futuramente terá post sobre o AF, aguardem), e depois que consegui voltar à vida só de pensar que as férias oficialmente acabaram já estou querendo morrer de novo. Bem, minhas aulas naquela faculdade esdrúxula começaram na quarta-feira. Chegando lá, contando comigo haviam SEIS pessoas. FFFFFFUUUUUUU nem deveria ter ido, o professor só passou a bibliografia do semestre e nos liberou. Ontem não haveria professor e sexta decidi não ir, já que seriam só dois períodos e aposto que foram ainda menos alunos do que quarta. 
Massss hoje estou muito animada! Como resenhei todos os livros que estavam atrasados, e o ritmo de leitura melhorou mas ainda não está lá aquelas coisas, tomei coragem e hoje trago a lista que idealizava desde que comecei a criar o blog. Inicialmente pensei em 9 itens pra ela, depois 7, depois 5, mas SIX, SIX SIX é o ideal.
E gente, desnecessário dizer que o nome dessa coluna nova é por causa da música The Number of The Beast, do Iron né? :)
Bem, o tema da coluna também foi difícil de escolher, mas aqui no blog falo muito menos do Japão e etc do que gostaria, então decidi que será de minhas bandas e cantores favoritos em se tratando de jmusic. No fim do post fiz uma playlist (mais prático que YouTube) com as músicas preferidas de cada. NÃO DEIXEM DE OUVIR! D:< E quem não quer ler minha falação fangirlística pule direto pro fim do post. Ikimassho!

Onmyo-za (também conhecida como Onmyouza mas não gosto assim) é definitivamente minha banda preferida de jrock. O nome significa "o encontro do yin e do yang". Mais especificamente do gênero enka metal,  um estilo musical que combina sons tradicionais japoneses com melodias ocidentais, no caso, o heavy metal. Foi formada em 1999 em Osaka e devido ao seu estilo musical, nos shows e clipes sempre usam estes kimonos e vestes típicas da era Heian (794 a 1185) no Japão. Nas músicas, as letras, várias em japonês arcaico, que até os próprios japoneses acham difícil compreender, sempre falam de elementos do folclore japonês, magia oriental, figuras e fatos históricos etc. Adoro bandas com letras assim :]
Hoje contam com 14 álbuns, e o meu preferido é o Garyo Tensei. Atualmente só há 4 integrantes fixos, pois Tora, o baterista (o segundo da direita para a esquerda), saiu em 2009. Fiquei triste quando soube, mas banda é assim mesmo né :< Hoje por enquanto eles estão com um baterista suporte nos shows (e essa foto do post é velha, de quando ainda tinha o Tora).
Conheci esses lindos em 2007 quando comecei a assistir um dos meus animes favoritos (e mangá também), Basilisk (que logo ganhará review aqui). Eles tocam a maravilhosa música de abertura, Kouga Ninpou Chou, que fala justamente da lenda em que o anime/mangá se baseia, e foi feita justamente pro anime. Ela é foda DEMAIS, adoro dar uma de Kuroneko cantando ela no meu studio, a.k.a. box do banheiro.
Eee falando em Kuroneko, a vocalista (e xará do blog!) outra coisa legal na banda é isso: os nomes artísticos (porque praticamente toda banda de jrock tem isso) são todos baseados em coisas felinas (e cheios de significados duplos devido aos kanjis, vou me ater só aos nomes felinos): Kuroneko é gato preto; Matatabi é o baixista e vocalista (e canta muito bem!), e casado com ela, e seu nome se refere à Silver Vine, um tipo de planta que atrai os gatos (a famosa erva de gato haha); Maneki, o guitarrista, tem um nome que alude ao Manekineko, o gatinho japonês com a pata levantada que atrai boa sorte; o nome de Karukan, o outro guitarrista, é sempre associado a uma comida de gato (Kal Kan), e o nome do antigo baterista, Tora, significa Tigre.
Legal também dizer que, fãs de bandas fodas de heavy metal como Iron Maiden e Judas Priest, já gravaram dois covers dessas para álbuns "internacionais" de tributos às bandas, respectivamente The Trooper (AMO D8) e Beyond The Realms of Death. Tem só duas músicas deles na playlist porque tem pouquinhas no Grooveshark, essas são as melhores. :< E desnecessário dizer que a voz da Kuroneko é absurda de tão linda.

the GazettE, também conhecida pelos fãs como Gazeto. Faz parte do estilo conhecido como visual kei (e essa foto, mais atual, está com os looks ok, precisam ver os do começo da carreira...), que é o mais conhecido no jrock, e foi formada em 2002. Na ordem da foto ali em cima, é formada por Aoi (guitarra), Reita (baixo), Ruki (vocais), Kai (bateria) e Uruha (guitarra). No começo o baterista era o Yune, mas ele saiu logo e Kai assumiu. 
Atualmente Gazeto é muito popular no Brasil, e há uns tempos atrás saíram em 2° lugar no Top Mundi da Mtv só com jmusic, perdendo para o Versailles (que acho bom mas acho ruim [?]). Conheci a banda lá por 2006 quando uma colega do msn que era super fã me mandou uma das músicas mais lindas deles, Cassis. Depois saí aloka baixando tudo, e tem várias ótimas. O estilo é majoritariamente rock, mas tem muitas influências de punk, noise, rock progressivo, industrial, crossover thrash (hard rock + punk), glam rock,  e em algumas, até r&b. Mas uma coisa que eles sabem fazer como ninguém são baladas, oh sweet Jesus. E a voz do Ruki é LINDA, por Deus. Costumo achar que a maioria dos vocalistas de visual kei têm vozes muito parecidas, mas a do Ruki é única. Dos álbuns, gosto muito do NIL e Stacked Rubbish.
E GENTE, em 2006/2007 eu tinha uma crush TENSA no Aoi. Mas ele já esteve mais bonito, esse cabelo rosa não ornou.

Yui tem 25 anos e seu primeiro álbum foi lançado em 2006. Não era tããão conhecida fora do Japão, mas ter sua música "Rolling Star" como abertura e "Life" como um dos encerramentos do anime Bleach fez ela ficar famosa, muitos otakus conhecem. Mais recentemente, a música Again foi tema da abertura do lindinho Fullmetal Alchemist Brotherhood. Ela além de cantar, compõe suas próprias canções, e toca violão, guitarra e piano lindamente. 
E tem cada balada LINDA também, oh Chessus. Destaque para Tokyo, uma das minhas preferidas (e que sei tocar no violão, yay), e também Goodbye Days, que foi tema de um filme que tenho em dvd, que ela fez em 2006. Se chama Taiyou no Uta (Canção de Verão), é baseado em um livro, e conta a história de uma garota que toca violão e compõe músicas lindas, porém tem uma doença rara e degenerativa que a impede de se expôr ao sol, daí ela fica stalkeando um surfista gacto pela janela, se apaixona por ele e tal. É LINDO ;-; o filme. O filme também teve dorama para a tv e mangá. A quem se interessar, pode baixar aqui.

Conhecer artistas e bandas legais vendo anime é de praxe. Em 2005, quando dava ataques na tv assistindo InuYasha pela primeira vez, e babando nas músicas (depois quando parou de passar na Globo comprei dvd e continuei assistindo - preciso terminar, mas em compensação tenho quase todos os mangás *O*), neeem sabia quem cantava, já que afinal eram as músicas em versão português (vivemooooss em qualquer LU-GAR, enquanto viajamos sem direçããão ♪ - quando vi os cantores da versão nacional cantando isso no AnimeCon, ao vivo, MEUDEUSFOIÉPICO D E M A I S). Depois que descobri, apaixonei eternamente. E na verdade, se eu bem me lembro, a primeira música que ouvi deles foi a Rakuen, tema do 4° filme. Nossa como era bom aquele tempo, láá em 2005, de ficar baixando amvs no InuPlace... *cries*
ENFIM. Do As Infinity, que era um trio e depois virou dupla, estreou em 1999. As iniciais do nome da banda são o nome do criador, o modesto e humilde Dai Nagao (o que saiu). A vocalista/letrista é a Tomiko Van, e o guitarrista, Ryo Owatari, que também canta, compõe e escreve.
O estilo das músicas é rock (mas é, como dizer, mais "light"), com alguma influência de jazz e pop. Esses safados se separaram em 2005, mas retornaram em 2008, porém sem o humilde Dai. 
Ah, esqueci de falar antes: em InuYasha o segundo encerramento foi deles, com a linda Fukai Mori, o quinto encerramento com Shinjitsu no Uta, e a abertura do novo anime, InuYasha Kanketsu Hen, com Kimi ga Inai Mirai (que vou deixar pra assistir depois que terminar de ler o mangá - o último volume comprado no AF está me aguardando, omfg.)

Kagrra, , (sim, se escreve com vírgula) foi formada em 1998, em Tokyo. A pronúncia do nome é "kagura", e significa "música dos deuses". Outra banda linda que misturava, no caso não metal, mas rock, com música tradicional japonesa. Era encaixada no subgênero do visual kei, angura kei , que é o jrock com influências japonesas. Mas no caso do Kagrra, eram MUITAS influências, então era bem mais do que um angura kei. Eles se definiam como neo-japanesque, um nome criado pela própria banda, queé transformar a música  contemporânea em algo o mais japonês possível. Depois, largaram o visual kei a fim de alcançar um público maior, mas continuaram com o mesmo estilo musical. Ah, o Kagrra, tem algumas das capas de álbuns e singles mais lindas que já vi. É difícil escolher uma ou duas pra postar, então vejam tudo aqui
Acho que conheci o Kagrra, pelas internets da vida, não lembro exatamente. Mas quando ouvi pela primeira vez, foi aquela coisa mágica, minha reação foi mais ou menos assim. E isso dura até hoje a cada vez que eu ouço. As letras (e praticamente as melodias também, pois são absurdamente lindas) também falam de eras antigas do Japão, como o Onmyo-za, histórias de amor trágicas e figuras míticas, deuses, demônios etc, e  Isshi, o vocalista, era grande apreciador de mitologia xintoísta e budista, e kanjis antigos. E ah, falar dos álbuns é difícil, então fico com San e Shizuku.
Mas falar (e ouvir) Kagrra, é sempre muito bom, mas também triste. Pois em novembro de 2010 ela anunciou que se separaria. Em fevereiro de 2011, teve álbum e turnê para encerrar tudo. Mas, como se não bastasse, e a gente nunca entende o motivo dessas coisas, em 25 de julho, foi anunciado que Isshi, o ex-vocalista, havia morrido no dia 18 do mesmo mês, em casa. A família não divulgou a causa da morte (algo comum no Japão). Só me pergunto: PRA QUÊ? PORQUÊ? D: Deus, é muito triste. Se com Kagrra, que não é uma das minhas bandas preferidas top 5 de todas fiquei triste e chocada quando soube, imagina quando morrer algum membro de uma das preferidas... Isshi já tinha até projeto solo planejado, puta que pariu essa vida, viu.
Na ordem da foto em cima estão Shin (guitarra e koto, instrumento de cordas japonês), Nao (baixo), Izumi (baterista e líder da banda), Isshi (vocais) e Akiya (guitarra). 
Obrigada, Isshi.

6° lugar, Olivia Lufkin. Essa imagem não tem edição porque estou fazendo o edit às pressas e nem deveria estar aqui no pc. Tinha colocado a Chihiro Onitsuka nessa posição, mas como brilhantemente lembrado pela Luiza, tem a Olivia, esqueci completamente dela! x_x Todas as músicas que ouvi dela até agora são lindas e viciantes, muito mais do que as da Chihiro. Mas como é uma cantora que conheço há relativamente pouco tempo, desde o fim do ano passado, quando comecei a ver Nana, não lembrei antes.
Bem, falando em Nana, quem já assistiu sabe que ela compôs e gravou várias músicas para o anime, que além de serem aberturas e encerramentos, são as músicas que a personagem Reira, vocalista da banda Trapnest, canta. Pra ficar mais fácil, tem a lista completa de quais músicas são aqui
E ah, Olivia, hoje com 32 anos, tem essa carinha de não-tão-japonesa porque seu pai é americano e a mãe que é japonesa. O primeiro álbum estreou em 2000, e desde 2007 não sai álbum novo, só singles, mas ao que tudo indica ela está trabalhando em novas músicas. Nossa, foi MUITO hard escolher 3 músicas dela pra pôr na playlist, mas acho que foram bem escolhidas. Agora dessas 3 não me perguntem qual é a melhor! D:

E ah, ignorem o widget do Grooveshark minúsculo, tentei aumentá-lo várias vezes mas como sempre, o  Blogger ficou de cu doce e ignorou o ajuste.

Jmusic by nittajun on Grooveshark
Bem, espero que tenham gostado do post. Eu adorei fazer, e prevejo mais The List of the Beast com bandas aqui, hoho.

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Eu acrescentaria a Mika Nakashima, a Olivia, Janne D'arc e mais alguma outra coisa que não lembro \o/ mas gostei da sua lista, Jun.
    Kisssssu ^.~

    ResponderExcluir
  2. Te indiquei um meme (http://contandolivros.blogspot.com.br/2012/08/meme-voce-e-o-que-voce-le.html) , espero que goste e responda!! Obrigado, gostei da postagem.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvi j-pop, acredita?
    Preciso experimentar hehe!!
    Beijoss!

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar do The Gazzete, mas a maioria das músicas que procurei eu não gostei. A pessoinha que me indicou a banda não disse o nome de uma música, e no meio de tantas que achei, fiquei até perdida.
    Jun, adorei esse layout do seu blog, falando sério, ele ficou muito fofo! Gatinho lindo no cabeçalho! *-*

    ResponderExcluir

© KURONEKO - 2015 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | CRIADO POR YASMIN BERARDINELLI