Resenha: A Maldição do Tigre + chiliq


Demorei de novo, mas por uma maravilhoooooooooooooooooosa razão, minha gente! Maass se não quiser saber de fofoca alheia e sim da resenha de A Maldição do Tigre, só descer o post que está logo ali embaixo o_ó

Mas, seguinte, vou pedir demissão do meu emprego na prefeitura. Aumentaram meu salário lá, mas eu não quis ficar por causa da faculdade, e porque abdiquei dos bens materiais e vou virar monja -N
É muito melhor que isso... CONSEGUI UM ESTÁGIO NO FÓRUMMMMMMM TODOS CHORA DE EMOSAUN~~~~~~~~ Foi uma loucura porque eu já queria sair do meu trabalho há algum tempo... A faculdade agora na reta final exige mais de mim, eu já tinha enjoado de lá, pessoas chatas me tiravam a paz (e como...) e estava doida com um estágio pra não precisar correr atrás de hora extra no final do curso. Um colega da minha sala que já trabalha no fórum foi quem me disse do estágio na segunda depois do Carnaval, e  na quarta já seria a prova discursiva. Eram 7 vagas, pra trabalhar por meio período só, e muito bem remuneradas (opa!). Não hesitei e estudei como uma doida o quanto pude, e estava muuuito nervosa antes da prova. Foram umas 20 pessoas e a prova adivinhem, foi bem puxada. Eu estava realmente ansiosa e o resultado só saiu na quinta. Foram selecionadas 14 pessoas pra prova de digitação na sexta - essa estava no papo (VIU MÃE, PRA QUÊ AS MADRUGADAS NA INTERNET SERVIRAM, VIU???). De fato estava, fui a 2ª melhor na prova. Isso me classificou entre as 7 primeiras vagas. Os mesmos 14 iriam pra uma entrevista pessoal na segunda-feira, que fiquei sabendo depois, teria algo de prova oral no meio, todo mundo se descabelou, rangeu os dentes e chorou sangue, mas fomos lá, fazer o quê. As juízas perguntaram da minha experiência profissional (oh) e algumas coisinhas que errei na prova discursiva. A nota que eu tirei, 8, valendo 10, me manteve na colocação. No mesmo dia, à noite, fui avisada do resultado por telefone, e quase tive uma síncope '-' GENTE HAHA, como eu queria passar nesse negócio, pqp véi :) Tô meio boba até agora, naquela correria atrás de documento, porque segundo o que a dra. Edna (uma das juízas) disse, devo começar dia 19, na 1ª Vara, que é a dela. Estou satisfeitíssima, agradecidíssima à Divindade por nos ajudar de fato do nada, quando menos esperamos, e é isso <3 *desmaia*

Outra coisa: no dia da entrevista, dia 5, foi nervoso duplo, porque hehe... Agora tenho um irmão! =) Uns meses atrás nunca me imaginaria dizendo isso, mas pois é. Ele se chama Yan (pra combinar com o meu nome, e além de tudo achei bonito :o) e admito que é muito fofo. Quem me conhece sabe que eu não tenho lá aquela paciência e aquele gosto por crianças e bebês, mas quando é da nossa família é diferente, meu priminho Samir foi a prova disso, haha. É só não ser chiliquenta, chorona e fresca que já começamos bem uhauha. Mas de fato, meu irmão é bem quietinho, fofinho, simpático e aquelas coisas °-°~ Vou ver se posto uma foto dele aqui no próximo post ^^v Então, vamos à resenha desse livro ABSURDO que é A Maldição do Tigre :)

Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 344
Título original: Tiger's Curse
Nota: 
Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e consegue um emprego num circo para custear a faculdade. Lá, é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Ela sente uma forte conexão com o animal, e tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre com ele. O que ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano vítima de uma maldição há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.

GENTE, PÁRA TUDO. Eu não sou muito fã de tudo quanto é YA... O único memorável até agora foi Swoon (que tem continuação mas CADÊ que a Record fdp lança?). Só que agora tenho outro danado pra lista. Acredito que é pelo fato de eu ser crítica demais, essa lenga-lenga de vampiros/anjos/lobisomens já  cansou. Então esqueça isso porque A Maldição do Tigre é muito melhor!

Esse livro me fisgou totalmente pela capa quando vi no site da Saraiva. Já sabia que queria lê-lo mesmo que só pela capa, mas quando li a resenha então - OPA! Tive que comprar mesmo. Porque afinal Índia e tigres brancos não são coisas vistas em YAs, né? Mesmo que fosse só mais um levinho pra passar o tempo, decidi comprar. Demorei pra ler, mas quando comecei foi um turbilhão, a cada vez me sentia mais presa, daquele jeito que você lê, para pra fazer algo e aí fica pensando em quando vai voltar a ler de novo, no que você leu, como aconteceu, se você teria feito o mesmo que a mocinha e mimimi.
Bem, como dito na sinopse, Kelsey é uma garota de 18 anos (ponto! Nada da pataquada que uma garota de 15 ou 16 faria) que perdeu os pais recentemente e precisa dar um jeito de trabalhar durante as férias de verão pra poder pagar sua faculdade. Um circo não é exatamente o emprego dos sonhos, mas é a necessidade que faz o sapo pular, e ela acaba aceitando. Saindo da casa de sua família adotiva por duas semanas, dentre suas tarefas no circo está a de cuidar (nada arriscado, claro) de um lindo tigre branco. Ela acaba se sentindo muito próxima e ligada a ele, e passa um bom tempo do dia falando com ele, lendo trechos de livros e desenhando-o (me identifiquei com ela por isso). Além do mais, ela não é como essas bobas de tantos YAs que vemos por aí (pelo menos não em 90% do livro, cof...). Ela é decidida, um tanto irônica (de novo me identifiquei, ho), um pouco fechada (de novo...), esperta, sei lá, é outro tipo de personagem, você sente a diferença quando vê ele, e outro ponto importante: não se joga nos braços do seu amor de uma hora pra outra. Não mesmo. E mesmo tendo sido avisada pra não tocar no tigre, a ligação é tanta que ela pensa que o animal é inofensivo, e um certo dia o toca. Daí então a história começa a andar!

Um senhor distinto chega no circo e após uma longa negociação com o dono, compra Ren e diz que vai levá-lo para uma reserva na Índia. Inusitadamente, oferece à Kelsey a tarefa de acompanhar o tigre na viagem, por já estar familiarizado com ela. Oferecendo um bom salário, e ainda pra poder ficar um pouco mais com ele, Kelsey aceita. Chegando lá, um tempo depois ela descobre a verdade real sobre o homem da negociação (a.k.a. sr. Kadam) e sobre Ren, e aí se aventura pela Índia com Ren pra tentar salvá-lo da maldição que um mago lançou nele há muito tempo atrás. Você já vê no que vai dar, mas é numa situação um tanto inusitada, então por isso mesmo é interessante. Porque não é um lobisomem que é humano e se transforma em determinadas situações, é um príncipe indiano acostumado a ter do bom e do melhor que é transformado em tigre e permanece nessa forma por mais de 300 anos ininterruptos! E mesmo podendo voltar a ser homem, ainda é na minoria do tempo, 24 minutos por dia apenas. Isso já faz uma diferença enorme na história, muita mesmo. E aí as coisas vão se desenrolando, mas não é nada tão simples como se pensa.

Uma qualidade desse livro é que a autora, Colleen Houck, escreve magicamente bem. Holly mother of God, muito mesmo. Os capítulos são bem amarrados, e te prendem de uma forma que dá vontade de plastificar o livro todo pra poder ler até no banho. E eu digo que apesar de meu pai ser Hare Krishna, convivi um bocado com essa parte da religião de lá, mas nunca me liguei muito no resto. Só que esse livro, além de tudo, mudou meu interesse pelo país. Tudo que é narrado no livro, as paisagens, a arquitetura, os lugares, a cultura e a mitologia, os aromas, as comidassssssss ai Jesus PORQUÊ EU MORO NUM BURACO QUE NÃO TEM UM RESTAURANTE INDIANO, PORQUÊÊÊ CÉUS??? PORQUÊ.
Tudo que ela descreve faz você se sentir LÁ, ou melhor, querer ir pra lá desesperadamente. Até me pergunto se a autora já foi, pra escrever com tanto conhecimento de causa assim.

A outra coisa interessante, na verdade as outras coisas, são Ren & Kishan. Sim, o príncipe tem um irmão mais novo meio antagonista, mas falo dele já já. Falando do Ren, eu digo que nunca vi um personagem de YA como ele, já digo o motivo. A autora não poupa descrições para dizer o quanto ele é bonito, com os cabelos escuros lustrosos, o corpo forte e esbelto, os olhos azuis cobalto que são os mesmos tanto no tigre quando no homem, e por aí vai, e o quanto Kelsey baba por isso tudo haha. Mas Ren é inédito como personagem justamente por sua personalidade. Não é aquele namoradinho bobinho da mocinha sonsa dos YAs por aí afora. É educado daquela maneira antiga (de verdade, não como Edward Cullens da vida *vomita*), determinado, perseverante, corajoso de verdade e não acha que Kelsey é uma moça tapada e indefesa. Muito pelo contrário, ele confia nela e sabe que ela é a única que pode ajudá-lo, e deixa isso claro. E deixa claro também o quanto gosta da Kelsey, e é engraçado porque ele é muito sedutor, cheio de charme, todo malandro, mas tenta o máximo possível respeitá-la. E é tão determinado que chega a irritar o lado dele convencidíssimo, que não sabe ter um não e sempre está acostumado a ter tudo que quer, pela mordomia de príncipe, mas até que consegue ser gentil e atencioso quando necessário. Também sabe vários tipos de combate, já que seria rei depois do pai, então treinou muito pra isso, além de saber de ciências, filosofia, artes e tudo mais que um príncipe naquela época devesse saber.
Já Kishan, como eu disse, é o irmão antagonista de Ren. Ele também tem uma história muito interessante junto com à de Ren e ligada também com a da maldição, já que também foi amaldiçoado. Mas no caso dele, o animal é um tigre negro, e está até na capa do segundo volume, que deve ser lançado aqui no Brasil em maio, e eu ainda vou morrer com as capas dessa série. Pelo que vi, esse segundo volume vai falar bem mais dele. No primeiro, o pouco que pudemos depreender de Kishan é que ele é fechado, rancoroso mas cheio de gracinhas quando se trata de Kelsey. Mas por ser príncipe também, a educação e o senso de responsabilidade, honra e coragem são bem parecidos com os de Ren, mas a semelhança fica só nisso, pois os dois, devido ao passado, têm ainda uma relação bastante complicada.

Depois de ler o livro, constatei que o mundo YA está com mocinhos originais & legais de verdade em falta, e esses dois parecem ser bons pra suprir essa necessidade. 'o'~
Ah, esqueci de mencionar mais duas coisas: cenas engraçadas, porque Kelsey quando se trata de Ren fica um bocado tímida, pelo menos no começo, e cenas calientes, nada demaais não (mas li uma entrevista da autora e parece que o segundo volume sim vai ter algo demais haha), mas achei bonita e diferente a forma como ela as escreveu. E mais uma vez repetindo que a danada da Colleen escreve não só isso, mas tudo no livro, muito bem. Os sentimentos, tudinho. Não é à toa que emprestei o livro pra Stefany, minha amiga lá do trabalho, e ela leu num estalo e ficou tão surtada quanto eu depois da leitura hauha, lá só dava nós duas dando chilique de fangirl e comentando até a exaustão tudo do livro.
Algumas coisinhas me desagradaram, como no começo a leitura ser meio lentinha mas depois fica tudo uma loucura, e alguma atitude ou outra da Kelsey que achei meio imaturas. Nada demais, mas aquele final, O QUE FOI AQUILO, COLLEEN HOUCK? Não esperava mesmo por ele. Quer dizer, o gancho pra continuação é necessário, mas não daquela forma... Sei lá, dá pra entender um pouco, nos colocarmos no lugar do personagem é até fácil, mas na hora, vivendo aquilo tudo de fato é impossível saber como se vai pensar e reagir... Mas não sei, não sei... *confusa*

Os direitos pra série virar filme já foram comprados pela Paramout Pictures. Espero um Ren (como esse [Shahid Kapoor, ator e modelo indiano] ou esse [Imran Abbas Naqvi, ator paquistanês] que estão sendo cotados) e um Kishan lindos, espero que não massacrem demais a adaptação (mas parece que a autora vai ficar de olho, pelo que ela disse), espero uma Kelsey sem uma cara irritante e condizente fisicamente com o que ela é (nada daquelas caras sonsas irritantes e da magreza pálida e defunta das protagonistas de YA) e espero QUE SAIA LOGO OMFG

Edit 2: Céus, estoy loca, esqueci de colocar os trechos-aperitivo do livro...

"Meu medo me dominou por um minuto e tive a sensação de que a selva se fechava à minha volta. Os sons característicos confundiam minha mente apavorada, atacando meu bom senso. Imaginei criaturas me espreitando (...)"

"Recuperando-me do choque inicial, saí de meu atordoamento e avaliei minha situação. Ele era Ren, o tigre. Nós nos encaramos por um momento e eu soube que ele estava dizendo a verdade. Os olhos eram os mesmos."

"Seus olhos (...) eram como ouro de pirata - a cor de dobrões de ouro. Na verdade, pirata era uma boa palavra para descrevê-lo. Parecia o tipo de homem que pode ser encontrado decorando a capa de um romance histórico, no papel de um moreno sedutor."

"- Eu estava indo muito bem sem você!
Kishan sorriu, com deboche.
- Não, você não ia conseguir pegar nem uma tartaruga manca sem mim."

"- Você pode se sentar e jantar comigo (...) - ou - fez uma pausa, pensativo, e ameaçou: - pode se sentar no meu colo enquanto eu a obrigo a comer."

"Odiava a idéia de que tudo que ele precisaria fazer era estalar os dedos. Meu lado independente se inflamou."

Não consegui colocar só 3 ou 4 trechos, por motivos óbvios. Enfim, de vez em quando temos que encontrar livros-ALOKA como esse. Leiam, leiam, LEIAMPELAMORDEDEUS, garanto que valerá a pena D8<
Bisous bisous


                                                                                                                         


Comente com o Facebook:

15 comentários:

  1. Parabens pelo emprego!!!!!
    Meu deus, a maldicao do tigre é epico! Eu li em um dia e meio de tão "ai oq vai acontecer agora".
    E vc me animo TANTO em me informar q o segundo lança em maio ç.ç!
    A proposito o que significa YA?
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Uauuuuuuuu ADOREI a sua descrição da história, deu muita vontade de ler!!!
    E com certeza PARABÉNS TRÊS VEZES! Por passar no processo seletivo, por conseguir um emprego f#da e por ganhar um irmãozinho tão lindinho, quero ver a foto! Eu como pedagoga já tenho toda a paciência e amor do mundo pelos pequeninos! *-*
    _
    Ahhhhhhh deixa eu te falar, minha mãe está com dois gatinhos! Nenhum é daqueles que eu achei, ele ficou com a minha amiga mesmo, minha mãe arranjou um tipo Garfield (mesma cor e olhos), só que ele é magriiiiiiiinho e meio paradão, parece até meio autista as vezes e não é tão carinhoso conosco, mas é o jeito dele, parece que conviveu mais com gatos e portanto ainda não têm tanta confiança com humanos. Como a minha mãe sentia saudade do gatinho que eu achei e não se contentou com a personalidade mais fria do Thor (o nome do nosso Garfield), ela adotou essa semana passada um gatinho IDÊNTICO ao que eu achei, exceto por algumas manchinhas na perna. Ele é fofo, carente, carinhoso, ronrona até se falar manso com ele e ele e o Thor se deram muito bem - tirando que numa brincadeira de morder o Thor fincou os dentes e o Axl (nome estranho dado pelo meu padrasto) sangrou >_< nós piramos! Mas está tudo bem, os animais se entendem. E ainda tem a Dana em casa, que é uma basset gigante da minha mãe. Ela amamenta o Thor e o trata como filhote, já o Axl não gostou tanto dela e fica com os pêlos eriçados e fazendo aqueles barulhinhos FSSST! toda vez que a encontra. Vai passar com o tempo... >_< hehehe, só queria te dar a notícia, depois mostro fotos deles (:
    Beijo Jun!!!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns por tudo, Jun!

    Eu já li algumas resenhas negativas de A Maldição do Tigre que tiraram a empolgação que eu tinha com a história, mas, ai, gente, as últimas que li a respeito só me deram mais vontade de ler o livro. Até porque confio bastante na tua opinião, Jun, haha.
    E vamos combinar que essa capa é LINDA DE MORRER. DÁ LICENÇA. *baba*

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Primeiro de tudo, parabéééééns!! :D

    E segundo, job done again, Jun.. sério! Mega vontade de ler esse livro que me deu!
    Também não sou muito chegada a YA, mas leio algum de vez em quando só pra distrair mesmo. Se bem que ultimamente, tenho tido pouco tempo pra ler o que gosto, então termino sendo mais seletiva.. :P

    Enfim.. o fato é que esse entrou sem escala pra minha lista de desejados! Claro que vai demorar séculos pra chegar a vez dele, já que tem vááários na fila. Mas, só o fato de estar lá já é um mérito e tanto! Hhauihao

    Beijinhos!

    P.S.: Que tenso comer o batom de chocolate da mãe, héin?! Hhiuahaoiuhaoia ^^

    ResponderExcluir
  5. Realmente de todos os livro que li até hoje,esse sem dúvidas entrou na lista dos melhores.É um livro fantástico,que você vai lendo e lendo sem vontade de parar...Mas a pior parte é quando ele chega ao final e você fica com um vontade de ler mais,e tem que esperar a continuação...Por isso espero ansiosa...
    Mudando de assunto gostaria de te dar parabéns pelo estágio no forum,sei que é algo que você sempre quis e você merece! Quero disser que amei trabalhar com você e aprender alguns dos seus gostos(comida japonesa por exemplo),e saber que não sou só eu que acha que nasceu no lugar errado,porque Carangola realmente não nos comportar(rsrsrr).Fico muito feliz em não estar na lista das pessoas chatas do seu trabalho e vou sentir saudades...

    ResponderExcluir
  6. PARABÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉNS MULÉ!
    Ai que orgulho! *-* Quem sabe, né, já não rola um emprego owned aí no fórum mermo... :x
    Ou tu é mais uma dessas que vai me dizer que fez direito e não quer seguir carreira? o.u Minha prima fez psico e disse que não quer atuar na área. Tipo, wtf?
    Mas, enfim, enfim, ENFIM PARABÉÉÉÉÉÉÉÉNS! OMEDETOU! \O\ BANZAI! /O/ ISSAEW BROOOOW!
    Cof, cof.

    Beijos Junny, éssidois. <3

    P.S.: Não entendi seu comment no meu post antigo, mas, anyway, o domain em que estava meu blog morreu o-o Agora sou blogspotiana. *duh*

    ResponderExcluir
  7. HUahuahuaha adorei seu momento chiliq!!! PARABÉNS flor!!! Bem vinda ao fórum, hauhauhauha! Espero que se adapte ao local, as pessoas sejam legais e tudo o que já te disseram! ;)

    Ówwwnn vai ter um maninho, que nome lindooo!! Eu queria ter uma irmã, aqui só tem marmanjo, aff! Iria cuidá-la como uma boneca (caham)!

    Eu ainda vou ler "A maldição do tigre", vi ótimas resenhas mas é bom saber que você - que não curte YA - tenha gostado do livro!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Ah, vou ler sim! Nem que seja só pra ter essa capa maravilhosa na minha estante, hahaha.

    TÔ LENDO BRUMAS, SIM. Mas beeem no começo, porque ando em MAIS UMA ressaca literária (e preguiça em geral) das brabas.

    Cara, Crônicas do Mundo Emerso é outra série que eu tenho muita vontade de ler mas que nunca surge a chance. Acho as capas super divosas, só que os livros são caros (NÉ, ROCCO??), e a versão barata é sem orelha e título metalizado e esse tipo de coisa. *fresca quando o assunto é beleza do livro*

    Puxa, sério? Nem reparei que eu fazia o começo da resenha de uma forma ~especial~. Você tá falando das informações técnicas do livro mesmo? (Seja lá o que for, pode copiar, tem problema não. XD)

    "novela bíblica da Record" HOAIEUHAIOUEHAIOHUEA Também acho SUPER tosco esse tipo de booktrailer. Primeiro que uma editora nunca tem o cacife de uma produtora de filmes para fazer algo no mínimo DECENTE. Sou bem mais book trailers que sejam só com texto e efeitos visuais ou ilustrações.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Jun linda!
    Fico feliz que esteja com um emprego novo e que se encaixe melhor nos seus horários. Parabéns!
    Bom, e a respeito da resenha, já começo me perguntando de onde veio esse ditado: "é a necessidade que faz o sapo pular"? Nunca ouvi falar rsrs
    Mas olha, faz tempo que namoro esse ~tigre~ ou melhor dizendo, essa capa! KKKK E agora descobrindo melhor a história com tua resenha (como assim ele pode virar homem 24min por dia :O)
    me empolguei DEMAIS por esse livro \o/
    E, olha, totalmente APOIO esse Ren paquitanes *-*

    "- Você pode se sentar e jantar comigo (...) - ou - fez uma pausa, pensativo, e ameaçou: - pode se sentar no meu colo enquanto eu a obrigo a comer."
    QISSO MEU PAI! VAI SER MINHA PRÓXIMA LEITURA COM CERTEZA! Vou pedir pra editora arqueiro (que é parceira do blog) !!!


    Ai, Jun, vc me deixou roendo as unhas de vontade de ler esse livro ):

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  10. Ah! e eu quero ver uma foto do seu irmãozinho viu? Adorei o nome <3

    ResponderExcluir
  11. @Jessica AsatoObrigada Jeh! E ah, não é que eu não curta YA - eu curto sim! Tenho vários aqui hehe. Mas não sou daquelas loucas que sai lendo tudo que é livro só porque é YA... Gosto do estilo, e acho que ele fica incrível quando a história é original sabe, como Os Instrumentos Mortais, Swoon e o próprio A Maldição do Tigre ^^

    ResponderExcluir
  12. Ahhh adorei o blog *.*
    Posso levar o banner?


    Bruna Fernandes
    fazdiconta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Bom eu já li A maldição do tigre, e vc resumiu ele super bem. Esta ansiosa pelo o livro A viagem do tigre?

    ResponderExcluir
  14. O livro é ótimooo.. Já li os três primeiros, estou super anciosa para ler o próximo.. Vale muito a pena ler, são simplesmente maravilhosos e viciantes.. Tenho certeza que assim como eu, quem ler vai amar :).. Parabéns pela resenha, está super bem feita :D .. Boa leitura a todas!!!

    ResponderExcluir
  15. Muito bom! Adorei a resenha, muito bem escrita! Vai ser o próximo livro que eu vou ler. Obrigada pela dica. *-*

    PS: É a Amanda Cirillo do Paranauê cazamigas.

    ResponderExcluir

© KURONEKO - 2015 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | CRIADO POR YASMIN BERARDINELLI